LEGENDA Bora Ler: O Protegido - Peter V. Brett

Ao cair da noite, eles surgem por todos os lados, famintos por carne humana, demônios de areia, de vento e até de pedra, conhecidos como terraítas. Depois de séculos, a humanidade definhou e se tornou refém da escuridão. Arlen, Leesha e Rojer, jovens sobreviventes, atrevem-se a lutar e encarar as trevas. O jovem Arlen recebe os ensinamentos de um mensageiro e descobre que o medo, mais que os demônios, é o mal a ser combatido. Leesha tem a vida destruída por uma simples mentira e se torna ajudante de uma velha e misteriosa ervanária. E o destino de Rojer muda para sempre quando um menestrel chega à sua vila com uma rabeca. Juntos, eles podem oferecer ao mundo uma última, e fugaz, chance de sobrevivência.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Gravem bem esse nome: Peter V. Brett, por que com total certeza ele será um das maiores revelações da literatura fantástica nos próximos anos aqui no Brasil, uma vez que, lá fora o autor já é sucesso absoluto para os amantes do gênero. O Protegido é o primeiro livro da saga Ciclo das Trevas, que tem previsão de ser formada por 5 livros (o último ainda em processo de escrita). Esse livro, também marcou a estréia do autor em meados de 2008. 

Mas o que afinal faz com que O Protegido seja um livro tão aclamado pelo público em geral? A resposta é bem simples: a narrativa. A história é dividida em 4 partes e pode ser dividida em 3 núcleos principais que irão retratar os acontecimentos que englobam os 3 personagens principais: Arlen, Leesha e Rojer. Esse tipo de narrativa em que o autor revesa o núcleo da história em pontos diferentes da trama, é sem dúvida nenhuma é uma estratégia enorme para o fluir da leitura por proporcionar ganchos que não necessariamente serão resolvidos no capítulo a seguir que deixam o leitor aflito. Esse recurso já consagrado é utilizado por outros grandes autores, como por exemplo George R. R. Martin com suas Crônicas de Gelo e Fogo e Haruki Murakami com sua trilogia 1Q84

Para os amantes de RPGs, será visivelmente claro a influência que esse tipo de mídia teve no autor para a construção de seu universo, desde a criação das vilas, estradas a até mesmo os demônios que surgem após o Sol se por. Ahh e por falar em demônios, nesse mundo eles são chamados de Terraítas e são seres quase que elementares. Quando a escuridão surge, eles surgem do fogo, da água, da madeira, das rochas, do chão, da areia com um só objetivo: comer carne humana. Um fator que piora ainda a situação da humanidade é o fato de que os Terraítas se curam com facilidade e não há indícios de que possam ser mortos. O que resta para a humanidade é se proteger por meio de proteções que são pintadas nas portas, janelas e em quaisquer outros lugares que se assemelhem a um abrigo, porém, qualquer poeira ou descascado que a proteção tiver, abre uma fenda que permite que os Terraítas quebrem toda a rede de proteção e se banqueteiem. É ou não é um ótimo enredo de RPG?



Falando dos nossos personagens principais, são três crianças que passam por enormes adversidades e procuram uma forma de provar ao mundo que eles são capazes de realizar feitos e serem lembrados, cada um com seu sonho e seu sofrimento e isso irá mudar drasticamente a forma de como encaram os Terraítas. Embasado nesse viés, já de cara, pode-se dizer que O Protegido não é um livro infantil e sim um livro de Fantasia Dark, inclusive relatando de forma verossímil a brutalidade apresentada pelos Terraítas. Tanto a descrição dos ambientes, quanto o sofrimento das crianças é descrita de uma forma tão simples, mas tão bem feita que o leitor irá construir na mente os cenários com muita facilidade e não conseguirá parar de ler, até chegar a um capítulo em que as crianças estão seguras (se este capítulo existir).

Além disso, Peter se utiliza desse ambiente quase que apocalíptico para abordar temas contemporâneos como o culto à religião e a posição das mulheres perante uma sociedade dominada pelos homens com muita maestria. 

O Protegido veio para o Brasil, pela editora DarkSide Books que como sempre mandou super bem na edição do livro. Livro de capa dura, com folha-guarda envernizada, fita marca página, mapa para o leitor se situar e ilustrações entre uma parte e outra, além das proteções sempre acima de um novo capítulo. Simplesmente o padrão DarkSide de qualidade. 




Os direitos cinematográficos já foram vendidos e em breve, teremos o filme do Ciclo das Trevas, que será dirigido por Paul W. S. Anderson (Resident Evil). Acontece minha gente, que o filme será 8 ou 80. A história é fantástica, os personagens são cativantes, os Terraítas são foderásticos, porém, basta uma má produção ou direção para que o filme perca todo seu potencial.

Pra finalizar, O Protegido é um livro recomendadíssimo, com uma edição linda e uma história que prende o leitor do início ao fim. Ao terminar a leitura fiquei em estado de choque por ter que esperar até a continuação, porém, no Twitter a DarkSide já informou que o segundo volume será lançado ainda este ano... juntando as moedas!! 

Até a próxima pessoal ^^


2 comentários:

  1. Tiago,
    Para de colocar coisas na minha lista infinita de desejados, por favor...
    Só isso,

    Dani Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, se depender da DarkSide nossas listas irão aumentar exponencialmente \o/

      Excluir