LEGENDA Bora Ler: 'Salem - Stephen King

Ambientado na cidadezinha de Jerusalem's Lot, na Nova Inglaterra, o romance conta a história de três forasteiros. Ben Mears, um escritor que viveu alguns anos na cidade quando criança e está disposto a acertar contas com o próprio passado; Mark Petrie, um menino obcecado por monstros e filmes de terror; e o Senhor Barlow, uma figura misteriosa que decide abrir uma loja na cidade. Após a chegada desses forasteiros, fatos inexplicáveis vêm perturbar a rotina provinciana de Jerusalem's Lot - uma criança é encontrada morta; habitantes começam a desaparecer sem deixar vestígios ou sucumbem a uma estranha doença. A morte passa a envolver a pequena cidade com seu toque maléfico e Ben e Mark são obrigados a escolher o único caminho que resta aos sobreviventes da praga - fugir. Mas isso não será tão simples, os destinos de Ben, Mark, Barlow e Jerusalem's Lot estão agora para sempre interligados. E é chegada a hora do inevitável acerto de contas.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

'Salem foi lançado originalmente em 1975 e é o segundo livro da carreira do autor Stephen King. No Brasil foi conhecido com outro nome, que não irei citar, por se tratar de um baita spoiler do livro em si, mas caso você tenha interesse de saber, o nome é: A Hora do Vampiro.

Nessa obra, o autor mantém todo o padrão que o classificou como um gênio literário: descrições detalhadas da cidade, muitos personagens, os capítulos divididos em partes, as perspectivas dos acontecimentos em diferentes pontos da cidade ao mesmo tempo e é claro, o padrão King de semear o medo no leitor. A escuridão que o autor diz ocorrer na narrativa, o leitor que se sentir imerso, também sentirá de forma bem espontânea. 

A construção dos personagens é bem elaborada, uma vez que, King tem a primordial característica de nos apresentar os principais pontos da vida de seus personagens, sejam protagonistas, vilões ou até mesmo "figurantes" que são citados apenas em meio parágrafo, tem seus perfis físicos e até mesmo psicológicos descritos com maestria.

Uma das coisas que destaca 'Salem é todo o ambiente que o autor cria ao redor da Casa Marsten, tratando-a como um morador inanimado (ou não) da cidade. Até mesmo a mitologia que King cria entorno da entidade do mal da qual o livro trata, é muito bem feita e o leitor pensa: não tem como os heróis vencerem o mal dessa vez.

'Salem não é um daqueles livros que você pega para ler e demora séculos para terminar, por que certamente você irá querer saber o que acontece a seguir e por apresentar capítulos divididos em pequenas partes, o autor consegue fisgar o leitor, criando ganchos que não tem como você deixar para ler depois.

O mistério que envolve os novos moradores da Casa Marsten, associado ao fato de Stephen saber que seu leitor não é burro, fazem da obra um excelente livro de terror, mas também um ótimo livro de suspense e que agradará todos os amantes desse gênero.

Um fato curioso é que para quem acompanha as Crônicas de Gelo e Fogo, não tem como não fazer associação ao bastardo Stark em uma das passagens do livro, quando do nada, você lê que John Snow é um dos moradores de Jerusalem's Lot.

Superando Carrie, a Estranha, seu primeiro livro publicado, Stephen King com seu segundo livro, já deixava pistas de que tinha vindo pra ficar e se consagrar como autor de referência para o gênero e 'Salem é prova disso, sendo recomendadíssimo para os amantes do terror.

"Sentiu tristeza, mas não chorou. Sua mãe chorara, mas três dias depois já havia esquecido Chopper. Mark nunca o esqueceria. E era esse o valor de não chorar. Chorar era como deixar vazar os sentimentos no chão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário