LEGENDA Bora Ler: Os Demônios - Fiódor Dostoiévski

A história é ambientada em uma província da Rússia, onde começamos a acompanhar a história de Stepan Verkhovenski e sua amizade com Varvara Pietrovna ao longo dos anos. Pela locução de Anton, um amigo de Stepan, serão descritos a sociedade da época, seus costumes, as intrigas e todos os entrelaçamentos decorrentes dos conflitos gerados por seus habitantes.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Nunca pensei que o primeiro livro que leria do autor fosse outro se não Crime e Castigo, até pela importância e fama que a obra tem no meio literário. Graças ao The Roly Gilmore Book Challenge, Os Demônios passou na frente e mesmo que o livro tenha me consumido quase 2 meses de leitura, foi uma experiência única.

Os Demônios também é conhecido como Os Possessos em edições antigas e como nunca li nada do autor, não tenho padrões para comparar entre suas obras, porém, posso afirmar que o livro é muito atraente. Primeiramente pelas descrições que Dostoiévski faz dos cenários e das roupas da época, o leitor consegue personificar quase com precisão o ambiente criado, além das descrições dos personagens. À medida em que mais e mais personagens são acrescentados à história, temos os detalhes de suas roupas, suas fisionomias e em certos casos até um pouco do seu passado, caso seja pertinente naquele momento e esse padrão vai desde os personagens principais e coadjuvantes a até aquele figurante que tem apenas uma fala.

Temos como núcleo principal no início da história, o desenrolar da estranha amizade de Stepan, um professor aposentado e Varvara, uma viúva muito rica e importante da província, contudo, com o decorrer dos anos e da trama, os núcleos são alterados e logo, a história é focada em Piotr (filho de Stepan) em Nikolai (filho de Varvara) e na sociedade secreta por eles organizada, sociedade esta chamada de Os Demônios.

Desde o primeiro momento, cada personagem, por mais simples que ele seja, irá significar uma peça importante para o quebra-cabeça montado por Fiódor e aquele livro que começou um pouco lento e arrastado, começa a ter uma sequência de mortes importantes para a trama e que deixa o leitor de boca aberta.

O meu grande problema com o livro foram os nomes russos, sendo que lá na metade do livro, não sabia quem era quem...o que tive que fazer? Voltar a leitura toda e fazer anotação dos personagens, ai sim a trama fluiu do jeito que eu esperava e que o livro merecia.

O ponto religioso também terá influência na obra e temos conflitos da existência ou não de Deus entre os personagens, conflitos estes bem sustentados por diálogos inteligentes e sagazes que só quem sabe escrever muito bem é capaz de articular.

Com uma história intricada, que absorve o leitor para a Rússia e permite que ele sinta todo o ambiente criado pelo autor, Os Demônios é um bom início para as obras de Dostoiévski, apesar de que são mais de 700 páginas de narrativa, o que pode cansar a alguns leitores.


Nenhum comentário:

Postar um comentário